Batida de Carro: O que fazer depois de um acidente?

Batida de carro

Uma batida de carro pode acontecer em uma via rápida, em uma viagem e até na porta de casa. Bater o carro faz parte da rotina de muitos motoristas e a verdade é que pode acontecer com qualquer um, mesmo você tendo todo o cuidado do mundo. Gosto de pensar da seguinte maneira: se eu bati o carro é porque eu tenho um carro para bater. 

O melhor é, então, estar preparado para a possibilidade. Primeiramente, não se desespere! A primeira atitude a ser tomada após uma batida de carro é manter a calma. Veja se há feridos, dependendo da gravidade de batida será necessário acionar a PM e socorro médico.

Veja o que fazer quando acidentes, com ou sem vítimas, na cidade ou rodovia, acontecem.

1. Todos os motoristas devem parar

Se não há vítima, a Polícia Militar, responsável por registrar esse tipo de ocorrência, não irá até o local. O melhor é tentar resolver o caso de forma amigável. Peça o telefone do outro motorista e, se possível, os dados da CNH. No entanto, ele não é obrigado a fornecer essas informações. 

Tire fotos dos dois carros, que podem servir de provas caso você tenha de acionar na Justiça o causador do acidente para receber pelos danos causados ao seu carro. Se houver testemunhas, anote o número dos telefones e confirme se elas poderão depor a seu favor em um eventual processo judicial.

E se o motorista fugir? Anote (ou fotografe) a placa do outro veículo para incluí-la no boletim de ocorrência. Assim, será mais fácil para a companhia localizar o carro e seu dono. Se não conseguir anotar, inclua no BO o máximo possível de detalhes sobre o outro veículo, como cor, marca e modelo. Se houver câmeras na via, solicite as imagens ao órgão responsável.

2. Tire o carro da via

Se ninguém se feriu e os veículos puderem se movimentar, devem ser imediatamente levados para um local onde não obstruam o tráfego nem comprometam a segurança de outros veículos. Caso contrário, o Código de Trânsito Brasileiro determina multa de R$ 130,16 e quatro pontos na CNH. 

Se não for possível tirar o carro do local por causa dos danos sofridos com a batida, é necessário contatar o guincho da companhia de trânsito da cidade ou da seguradora e sinalizar a área com o triângulo posicionado a uma distância de pelo menos 30 metros para evitar novas colisões. Além disso, é preciso ligar o pisca-alerta.

3. Preste socorro, se necessário

Se a batida de carro deixou feridos, chame o socorro médico para o atendimento das pessoas. Também lembre-se de acionar a polícia para realizar o registro da ocorrência e perícia no local. É importante sinalizar o lugar com um triângulo e pisca-alerta para evitar aglomerações e possíveis novos acidentes. Não movimente as vítimas, pois, um atendimento equivocado pode agravar as lesões.

Prestar socorro é obrigatório! Quem se omite, mais do que a penalização de acordo com o CTB (Código Brasileiro de Trânsito), de multa gravíssima e suspensão do direito de dirigir, é crime passível de detenção pelo Código Penal, assim como pelo Código de Trânsito.

4. Ligue para a seguradora, se tiver

Toda essa situação é muito mais tranquila para quem possui um seguro auto, podendo já na hora acionar o serviço. Em caso de colisão envolvendo dois ou mais veículos, o pagamento dos prejuízos materiais é de responsabilidade do motorista que causou a batida de carro, ou do proprietário do veículo.

Os motoristas podem buscar um entendimento sobre a responsabilidade da colisão sem a obrigatoriedade de acionar a Polícia Civil ou um órgão de trânsito. Se ele não tiver seguro, você poderá propor que pague a franquia da sua apólice. O prejuízo será menor.

Se nenhum dos dois motoristas tiverem seguro auto, o jeito será um acordo entre as partes para resolver a situação.

5. Faça o boletim de ocorrências

Apesar de o Boletim de Ocorrência não ser necessário para chamar o seguro, é mais prudente fazer o registro. Algumas seguradoras, porém, exigem o documento para pagar a indenização e ele também é uma proteção caso a outra parte registre um B.O. com uma versão diferente do acidente. 

Quando não há vítimas, o boletim pode ser feito em qualquer unidade da PM ou pela internet, e deve relatar a cronologia do acidente, com os dados dos veículos (modelo e placa), dos motoristas (nome e RG) e das testemunhas, se houver.

Abaixo, as páginas das delegacias virtuais para que você confira se no seu Estado há como registrar o B.O de batida de carro pela internet:

6. Conte com a BOMSIM

Em casos de batida de carro em que o culpado fuja e você não consiga encontrá-lo, ou onde você seja o culpado da batida de carro mais nao possui seguro, ou possui seguro mais nao tem dinheiro para a franquia, conta com a BOMSIM! Faça um empréstimo consignado e pague o conserto sem dores de cabeça.

Com os juros mais baixos do mercado, o crédito consignado é perfeito para tal situação. Você não se endivida com o cartão de crédito, nem com o cheque especial. O consignado é descontado diretamente na folha de pagamento e você não precisa se preocupar com o SPC ou Serasa.